Carregando...
alliaGroup
Blog

Setembro Amarelo: saiba como orientar seus colegas ou colaboradores

A campanha Setembro Amarelo reforça a necessidade de atenção e cuidado com a nossa saúde mental.

09 / 09 / 2020
Setembro Amarelo: saiba como orientar seus colegas ou colaboradores
Criada em 2014, o Setembro Amarelo é uma campanha em prevenção ao suicídio que reforça a necessidade de atenção e cuidado com a nossa saúde mental. A escolha do mês não foi por acaso: no dia 10 de setembro é lembrado o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Segundo dados da própria campanha, são registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 1 milhão no mundo. Entre as causas, em primeiro lugar, está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias. Cabe à sociedade como um todo perceber e ajudar as pessoas que estão enfrentando problemas psicológicos. Não somente familiares e amigos devem estar atentos aos sinais da depressão, como também colegas de trabalho e gestores.

Desta forma, abordamos neste artigo como ajudar e identificar os colaboradores que estão passando por problemas psicológicos, principalmente, a depressão, maior causadora de suicídios no país.


Como identificar se o meu colega ou colaborador está com depressão

Os sinais da depressão não são diferentes em casa, no trabalho ou na escola, por exemplo. Então, todos que convivem com a pessoa depressiva, seja no ambiente pessoal ou profissional, podem observar os sinais mais comuns*. São eles:

- Sensação de tristeza a maior parte do dia, diariamente;
- Perda de interesse em atividades rotineiras;
- Perda de apetite, com perda de peso ou aumento de apetite, com ganho de peso;
- Insônia ou necessidade aumentada de dormir;
- Sensação de fraqueza e cansaço o tempo todo;
- Sensação de culpa, inutilidade, sem esperança;
- Sentir dificuldade em se concentrar, tomar decisões e lembrar-se das coisas;
- Pensamentos frequentes de morte e suicídio.
*Fonte: Cartilha “Suicídio – Informando para prevenir” da Associação Brasileira de Psiquiatria


A empresa deve valorizar a empatia e o diálogo

Primeiramente, a empresa pode aderir à campanha Setembro Amarelo e trazer o assunto para o dia a dia dos colaboradores, com ações como envio de e-mail ou a construção de um mural sobre o tema. Sabe-se que o suicídio ainda é visto como tabu pela maior parte das pessoas. Então, cabe a sociedade como um todo aderir à campanha, como forma de desconstruir este tabu e facilitar a prevenção.

Em segundo lugar, é importante que os profissionais da área de Recursos Humanos estejam atentos aos sinais listados acima. Além deles, os gestores e colegas mais próximos da pessoa depressiva também podem identificar os sintomas.

Mas como ajudar um colega ou colaborador que está passando pela depressão?

Mostre-se aberto à conversa: demonstre para a pessoa que ela não está sozinha, esteja aberto ao diálogo. Mas lembre-se: nem todos podem querer se abrir sobre o assunto, então, ofereça uma escuta acolhedora e respeitosa.

Tenha empatia: colocar-se no lugar do outro é fundamental. Nesses momentos, a relação de gestor - colaborador pode ser deixada um pouco de lado, dando lugar à relação mais humana.

Ofereça um local de trabalho saudável: a empresa pode oferecer programas de bem-estar e investir na qualidade de vida de sua equipe. São ações que podem ajudar na prevenção à depressão.

Encaminhe o colaborador para profissionais especializados: estar aberto ao diálogo é importante, mas somente profissionais especializados podem fazer o diagnóstico correto e oferecer um tratamento adequado. Por isso, oriente e encaminhe a pessoa aos serviços de saúde.

Cabe lembrar que no Brasil há um serviço gratuito e com disponibilidade 24 horas por dia. Trata-se do Centro de Valorização à Vida, o CVV, que atende pelo número 188. O CVV realiza apoio emocional e de prevenção ao suicídio, sem a necessidade de identificação.

WT Distribuição e Serviços: a saúde em primeiro lugar

Nossas soluções proporcionam bem-estar e melhoria na qualidade de vida das pessoas. Não seria diferente com os nossos colaboradores, aqueles que nos transformaram na empresa que somos hoje. Desta forma, entendemos e valorizamos a saúde dos nossos colaboradores como um todo, seja ela física ou emocional.

Incentivamos e estamos abertos ao diálogo, sempre.

Afinal, a saúde mental importa!

Notícias Relacionadas

Tem interesse em nossas soluções?

Receba um conteúdo especializado assinando nossa newsletter.